Anciando

setembro 22, 2009

me old

Neste desenho fiz um auto-retrato envelhecendo o rosto com barba e alguns traços comuns da idade.

Por muito tempo tive aversão à idéia de ficar velho. Preocupava-me com ficar feio, fraco e com pensamentos lentos. Uma análise mais profunda me permitiu ver que isto se devia à uma vaidade que além de me deixar tenso com a elasticidade de minha pele, me fazia assumir um comportamento de constante exposição de minhas habilidades por medo de perdê-las a qualquer minuto e por tola necessidade de me fazer notar. Várias eram as ocasiões que tal comportamento me deixava infeliz. Sendo essencialmente discreto, forçar-me à extroversão, não raro me danificava a consciência.

Uma vez notificado mais um detalhe de falha no meu amor-próprio que por vezes prejudica meu amor ao próximo, vale notar que o passar do tempo que nos leva a cor dos cabelos e a firmeza dos braços, trás, em troca,  a tranquilidade da sabedoria e da vivência no amor e na fraternidade. Vão-se algumas qualidades e ganha-se outras a deixar o ser tão ou ainda mais Belo.

Dado o problema por equacionado, sua solução deve vir, mais uma vez, dos algebrismos da paciência.

PS: Anciar – Verbo intransitivo. 1. Ânsia por se tornar um ancião, tanto no sentido de apressar, como no de retardar o processo. 2. Aceitação da velhice, tornar-se ancião.

Anúncios